"Há quem diga que todas as noites são de sonhos...O que importa mesmo não são as noites em si, são os sonhos. Sonhos que sonhamos sempre...em todos os lugares, em todas as épocas do ano, em todas as cidades, dormindo ou acordado." (Shakespeare)

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Mandala, Quadros Caixas, etc... sigo trabalhando.

        Gente, não imaginei que não postasse há tanto tempo. Será que é o tempo que voa ou cada dia buscamos mais coisas para ocupar nosso dia? Mesmo não postando tenho lido coisas lindas nesse mundo tão louco de imagens e cores que nunca se repetem. Sempre há algo novo, como sempre vão existir a inspiração e a vontade de criar. Será que em algum momento a mente criativa se cansa de tantas ideias. Acho que no meu caso não. Sempre aparecem novas ideias. Me desafio a continuar mostrando tudo o que tenho feito. É que vou deixando para postar quando estejam em seus devidos lugares e assim vou acumulando coisas pela casa, à espera de uma furadeira que me dê uma mão. É, não tenho uma furadeira, mas já está nos meus planos. Claro que a lista tem outros artigos de mais necessidade, mas um dia eu chego lá.
        Hoje mostro outros trabalhos que terminei, enquanto dou andamento a outros projetos na ponta do lápis. Me aguardem.

Esse quadro foi feito com falso ripado de madeira em MDF e transferência de imagem. Depois aplicação de talheres de MDF, com uma pintura de falso ferrugem.


Quadro feito sobre tela, com pintura aquarelada e mandalas/zendalas pintadas com preto sobre ela. Deu trabalho mas gostei do resultado.


Como navego por muitas artes e estou sempre à procura de mais formas de extravasar essa ideias, esse trabalho foi uma encomenda para uma amiga muito especial, uma bebezinha muito fofa.

Esse livro-caixa eu pintei com stêncil e esponjado. 

O interior todo pintado com poás. Não podia ser de outra maneira. Quem conhece meus trabalhos sabem que adoro poás.

Essa é a parte de baixo da caixa. Muitos pássaros em total liberdade. Assim que eu gosto. 
Maletinha em MDF com trabalho de decoupage com guardanapo e aplicação de pequenas pérolas.

E por dentro...voila, novamente poás.


Esse quadro, baseado no famoso "Keep Calm..." foi uma ideia de uma mensagem gostosa que eu queria passar. Sempre achei o trabalho de pintar as letrinhas uma por uma muito chato e trabalhoso, mas desta vez usei um truque que em uma próxima postagem vou contar prá voces.

Bem, continuo trabalhando. Para que não pensem que desapareci. Deixo vocês com essa imagem. Bora "Ser feliz?".
Nos vemos na próxima. 
Ah! antes que eu me esqueça, todos esses trabalhos já estão disponíveis na loja: www.solidarium.net/loja/sissy-atelier

Beijos

segunda-feira, 16 de março de 2015

Mandalas/Zendalas para inspirar nosso dia.

Outra vez dei uma sumida, mas ando preparando várias peças para o atelier, além de algumas encomendas para quarto de bebê e tudo mais. Não dá para parar. Hoje venho mostrar algumas das Mandalas que terminei, inaugurando uma nova fase no meu trabalho. Gosto de inovar, buscar novas ideias e novos efeitos. Depois me dizem o que acharam das últimas experiências mandaleiras. Eu gostei do resultado, são diferentes das que eu vinha fazendo, mas a satisfação em pintar é enorme. Vejam o resultado:





Esse trabalho foi uma experiência. Sobre o fundo branco fiz um aquarelado bem suave e sobre ele desenhei a Mandala/Zendala, com caneta preta.

Já tenho outra em fase de acabamento, também com fundo aquarelado, um pouco diferente da anterior.  Mas estou gostando do efeito. Aguardem e, em um próximo post, mostro o trabalho terminado.
Só para lembrar que os trabalhos estão à venda na loja virtual:
www.solidarium.net/loja/sissy-atelier
Nos vemos. Beijos

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Malinha de pintura ganha novo visual.

    Bom fevereiro a todos os amigos/as deste blog. Como sabem, adoro uma reciclagem, uma transformação. Objetos com visual novo,com mais colorido e outra vida.
    Essa malinha que estou mostrando a vocês fez parte de uma época em que eu levava tintas e pincéis para umas aulas de pintura. O tempo foi passando, mudei de país, mas ela continuava guardando muitas tintas. Muitas delas derramaram, outras secaram, mas a malinha continuou ali, firme e forte, como testemunho de uma época e de um monte de experiências de vida.
    Como já contei, em setembro do ano passado me mudei,de uma casa para um apartamento. Ou seja, muitas coisas tiveram que seguir outro destino,ser doadas ou deixadas de lado. Entre as últimas coisas que sobravam entre os objetos para a mudança estava a tal malinha. Esquecida, cheia de tintas espalhadas e secas no seu interior, sem a alça, com o verniz arranhado e gasto pelo tempo. Afinal, são mais de 30 anos. Mas ela veio comigo, disposta a ganhar um novo visual e ocupar um lugar de destaque em um lugar da nova casa. Porque já sabem que adoro cantinhos charmosos. Bem, apresento a vocês minha malinha de pintura, agora quase uma malinha de viagens, cheia de imagens de lugares que gostaríamos de visitar. O interior ganhou poás (não podia ser de outra maneira, porque quem me visita sabe que adoro poás). Eu gostei da experiência dessa transformação. E vocês?,

Muita tinta espalhada, resultado de muitas viagens e muitas mudanças.

Até que tentei lixar, mas muitos grudes de tinta não saíram. Resultados do tempo.

Lixando o exterior.

Uma mão de base branca.

Outra mão de branco prá dar uniformidade.

Fiz decoupage com guardanapos de viagens e curiosidades turísticas. E depois, entre os espaços entre os guardanapos, pintei pedaços em salmão e com o cabo do pincel e tinta marrom, poás.


No interior também pintei com esmalte à base de água na cor salmão e poás em marrom. Depois, 2 mãos de verniz acrílico para proteger.

Na parte de fora, verniz acrílico.





Para quem não se apoiasse diretamente no chão cortei 2 rodelinhas de cortiça e pintei de preto.

Coloquei também uma alça nova, de madeira.



Agora sim, repaginada,ganhou um cantinho especial na entrada da casa.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Meu cantinho/atelier, com um móvel achado no lixo.

    Gente linda. Outra vez dei uma sumida, mas não desapareci. É que dezembro é um mês complicado mesmo, cheio de idas e vindas, muita festa, muitas visitas, uma lista de metas para 2015(e, é claro, muitas esperanças de poder cumprir pelo menos algumas delas).
    Mas retomando as postagens, pensei em mostrar um cantinho que fiz para o meu atelier. Bem, a ideia original era juntar o meu quarto com o atelier. Acho que a vontade era tanta que eu tinha certeza de que poderia fazer entrar tudo no espaço reduzido. Não deu para tudo. Resumindo, continuo trabalhando na mesa da sala, mas consegui organizar materiais e tintas em um cantinho. Não está totalmente organizado mas ... um dia eu chego lá.
    Esse móvel foi encontrado no lixo. Caminhei 20 quarteirões com ele nos braços, pesava que era uma beleza. Mas nessas horas a vontade de levar o achado para casa é maior do que a dor no corpo. Não posso dizer que por uns 2 dias, apesar de todo o corpo dolorido, estivesse arrependida. Mas a caminhada foi suada. As portinhas se abriam, me batiam nas pernas (fiquei com umas manchas roxas na canela), e eu não tinha nada à mão para amarrá-las. Sabem como é, esses achados aparecem assim, de repente, e se não aproveitamos o momento ... adeus. Já perdi coisas lindas porque deixei para ir buscar depois. Mas quando dependemos só das nossas pernas para transportar esses achados lixísticos, tem que ser assim mesmo. Bem, mas vamos às imagens.
O móvel estava assim, meio descuidado. Não tinha fundo, parecia mais uma janela, com portinhas, sei lá.


Lixada básica.

Lixando mais um pouco.

Arrumando as imperfeições com massa acrílica.

Ah, esqueci de dizer que tive que arrancar as portas para colocar o fundo.

Depois de pintar o fundo de branco, adivinhem...poás. Fiz esse patchwork de poás, imitando tecidinhos de poás.

Depois cortei tabuas finas para fazer prateleiras bem estreitas, afinal o móvel não tem muita profundidade.

E ficou assim. Depois coloquei as portas.

Colei apliques nas portas, depois de fazer uma pátina.

Minhas tintas ficaram bem organizadas, não acham?

Aqui uma visão geral do cantinho/atelier como eu o chamo. Com outra prateleirinha (também de poás ... já comentei que adoro pintar poás?) para acomodar materiais e trabalhos por fazer ou terminar.




Detalhe do movelzinho de baixo. Está em uma postagem mais antiga, mostrei como fiz.

Bem, espero que tenham gostado do meu cantinho. Foi feito com muito carinho, sempre que a gente faz aquilo que gosta.
Comentem, podem criticar também. Afinal sempre aprendemos com as críticas construtivas.

Até uma próxima.